Ataque dos anos 2000 | Weekly Densetsu #011

Séries nostálgicas pra todo lado!


Logotipo Weekly DensetsuA Weekly Densetsu é uma coluna semanal onde a equipe da Densetsu Games dá uma olhada em tudo o que rolou durante a semana, compartilhando e comentando o que acharam mais interessante.


Esta semana, algumas franquias populares dos anos 2000 assumiram os holofotes, especialmente durante o evento Gamescom 2021 que trouxe várias novidades para o mundo dos games. Entre os grandes anúncios, tivemos um novo trailer para Yu-Gi-Oh! Master Duel, novidades sobre Tales of Luminaria e a data de lançamento de The King of Fighters XV.

Mas falando da década de 2000, não podemos deixar de mencionar o grande retorno de Tsukihime com seu remake… ou pelo menos sua primeira parte. A tão aguardada visual novel finalmente foi lançada, o que significa que fãs das obras da Type-Moon estão correndo empolgados até a lua. Tivemos até algumas novidades sobre o título que esperamos poder falar mais em breve.

Arte de Tsukihime: A Piece of Blue Glass Moon

Agora, a Koei Tecmo fez a felicidade das crianças de 20+ anos atrás com o anúncio da pequena coletânea Monster Rancher 1 & 2 DX. Como o nome sugere, os dois jogos da série de monstrinhos na antiga Tecmo retornarão com algumas novidades para plataformas modernas… o que já tinha acontecido ano passado no Japão, mas dessa vez vai rolar no ocidente também!

Outras notícias interessantes da semana incluem:

Agora, a risco de revelar idades, fomos ver com nossa equipe o que mais os deixou empolgados neste 35ª semana do ano e lançamos a pergunta: “Qual foi o jogo de luta da sua infância?”. E sim, você, leitor, também tem que responder nos comentários!


Pensamentos da Equipe

Mio

Sei que essa semana foi muito especial para vários fãs de jogos japoneses, mas para mim, sinceramente, não teve nada de especial. Assistia o anime de Monster Rancher na infância, mas não foi um jogo que fez parte da minha vida. Além disso, também não sou muito fã de jogos de luta… 😅 é legal assistir, mas não jogo meeeesmo.

Aproveito o gancho para responder a pergunta sobre jogos de luta: os únicos que eu realmente gostava quando era criança eram os de Ranma 1/2 para SNES. Sou grande fã do anime/mangá e era bem legal jogar com meu irmão, principalmente o terceiro jogo da série!

Dito isso, o que mais me empolgou não foi nem uma notícia, mas sim a review que publicamos de Sakuna: Of Rice and Ruin. Esse joguinho gracioso lotado de amor pela cultura japonesa é um prato cheio para quem gosta do Japão e de RPG. Fica a minha menção honrosa e indicação para que vocês leiam e, quem sabe, se interessem por essa obra incrível. 🥰

Minato

No Nasuverse, eu costumo ficar mais no cantinho ocupado por Fate, muito embora eu tenha me afastado da franquia um tanto com Grand Order. Ainda assim, não pude deixar de ficar empolgado pelo remake de Tsukihime, mesmo sabendo que existem poucas chances da visual novel ser lançada fora do Japão. Só de ver as animações da Ufotable eu já vibro!

Eu já tinha expressado meu entusiasmo por Yu-Gi-Oh! Master Duel em um Weekly anterior e agora, com um novo trailer, volto para reforçá-lo. Entretanto, também penso que talvez, no fim, esse jogo não seja pra mim, já que utilizará regras mais atuais do card game, algo que eu não aprecio muito (sim, sou hater de “Synchro”, “XYZ”, “Pendulum”, etc).

Enfim, quanto ao meu jogo de luta da infância, sem dúvidas devo mencionar a trilogia original de Tekken. Foram três jogos que eu gostava muito, principalmente o terceiro. Além desses, também me divertia com Street Fighter II no GBA e Rival Schools.

Shin

Semana difícil, sem grandes novidades para minha preferência em jogos. Teve anúncios de Yu-Gi-Oh! e Monster Rancher, que marcaram a minha infância, mas não foram jogos que continuaram comigo até a vida adulta.

Mesmo gostando muito de jogos de luta, KOF é uma franquia que só joguei até o 2002. Os últimos jogos da franquia não me agradaram muito em questão de jogabilidade e gráficos.

O jogo de luta da minha infância é um pouco difícil de dizer, mas acredito que seja Street Fighter II ou Alpha. Mesmo assim, eu sempre joguei vários outros títulos como, Tekken, The King of Fighters, Star Gladiator, Rival Schools, Soulcalibur / Soul Edge e por aí vai. Ultimamente só tenho tentado a sorte em Guilty Gear Strive e Street Fighter V. 😅

Tai

Esta semana tivemos alguns bons anúncios. O principal para mim foi, sem sombra de dúvidas, a revelação da data de lançamento de The King of Fighters XV, jogo pelo qual estou muito empolgado. KOF é uma das minhas franquias favoritas de todas, então sempre gosto de ficar de olho nos lançamentos.

É um pouco fácil responder qual foi o jogo de luta da minha infância. Street Fighter Alpha 2 foi o primeiro jogo do gênero que experimentei e até hoje é especial para mim. Junto com ele também tive KOF ’98, que eu também joguei bastante com amigos.

Ralph

Finalmente, o meme está morto e o remake de Tsukihime está entre nós! Agora começa a espera por uma tradução oficial…

Além de Tsukihime, notei que Super Monkey Ball está basicamente se tornando o Smash Bros. da Sega e, principalmente, do Toshihiro Nagoshi. Espero que anunciem ainda mais personagens inusitados!

Minha infância foi marcada fortemente por dois jogos de luta: Tekken 3 e Soulcalibur II. Eu os jogava pora horas a fio com meus primos nas reuniões de família e sempre vibrávamos ao completar o modo arcade ou executar um combo inusitado.

Katsu

Fiquei um pouco surpreso com a Morgana no novo Super Monkey Ball, Diversas franquias bem legais estão entrando no título! Também fiquei empolgado com KOF XV, já sei até quando esperar pelo lançamento e com isso a ansiedade vai a mil. 😁

O jogo de luta da minha infância foi The King of Fighters 2002. Tinha um mercado com uma máquina de arcade dele e gastei muito troco de pão nela! 😅


Até a próxima, pequenos lendários!

Compartilhe:

Qual foi a sua reação?

amei amei
5
amei
haha haha
0
haha
meh... meh...
0
meh...
eita! eita!
0
eita!
quê? quê?
0
quê?
Michi the Shiba Inu

Presidente - e também mascote o site - essa sou eu, Michi. Pois é, você não esperava que um shiba inu fosse o dono de tudo isso, não é mesmo? Eu sei, eu sempre surpreendo. 🐶
ESTAMOS AO VIVO AGORA!
OFFLINE~