Nintendo fala sobre impactos do coronavírus na produção do Switch


Recentemente o coronavírus foi classificado como fator de risco global pela OMS (Organização Mundial de Saúde), tendo a cidade de Wuhan na China como estopim. Apesar de parecer um problema distante, a situação tem afetado o mundo dos games.

No final do mês de janeiro, a Taipei Game Show, um dos maiores eventos de jogos da Ásia, foi adiado para o verão chinês por conta da ameaça biológica oferecida pela doença. Agora, os efeitos do vírus ameaçam comprometer a produção de um dos consoles da geração atual: o Nintendo Switch.

Nintendo Coronavírus áreas de risco

Dessa forma, ao ser entrevistado pelo Kyoto Shimbun, um grande jornal japonês, Shuntaro Furukawa, presidente da empresa, falou sobre os impactos do problema. De acordo com o CEO, a produção será afetada a longo prazo, causando inconveniências no que diz respeito à entrega dos consoles, que são, em sua grande maioria, produzidos por fábricas chinesas.

Apesar da preocupação ter sido expressada, não há informações de que a crise de saúde possa impactar a forte economia chinesa. Além disso, é importante lembrar que em agosto de 2019 a Nintendo começou a transferir parte da produção do Switch para o Vietnã, descentralizando a cadeia produtiva do console. Na época, a mudança aconteceu devido à alta carga tributária que o país exercia sobre a mercadoria.

Nintendo Switch

Com a virada de janeiro para fevereiro de 2020, as ações da Nintendo caíram 3,55% no varejo. A situação pode se tornar preocupante caso continue, apesar do Switch ter alcançado incríveis 52 milhões de unidades vendidas em 2019. Isso porque a empresa aumentou sua projeção de lucro para 2020 de 18 para 19.5 milhões.

Compartilhe:

Qual foi a sua reação?

amei amei
0
amei
haha haha
0
haha
meh... meh...
0
meh...
eita! eita!
0
eita!
quê? quê?
0
quê?
Willyan

Paleógrafo, agente de imigração aérea e escritor. Completamente apaixonado por cultura asiática como um todo, especialmente japonesa e chinesa. Budista mais desequilibrado da face da terra que joga Splatoon 2 como se fosse uma final de copa do mundo e chora lendo mangás desconhecidos. Morre de amores por Persona, Splatoon, Love Plus e Pokémon.