NieR Replicant ver.1.2474487139… | Uma joia desenterrada e polida

Disponível para PlayStation 4, Xbox One e PC.


NieR Replicant ver.1.2474487139…, o mais novo lançamento de Yoko Taro e foco desta análise, é uma ocorrência especial. Se não fosse pelo sucesso absoluto de NieR: Automata (2017), muito provavelmente o famoso diretor não conseguiria dar mais uma chance ao jogo que deu início à série derivada da franquia Drakengard.

Não sendo exatamente uma recriação completa e nem apenas um remaster da obra original, ver.1.2474487139… trata-se, na verdade, de uma versão atualizada do jogo de 2010. Além de visuais aprimorados, sistemas de jogabilidade também foram reformulados, deixando o título mais próximo de sua aclamada sequência.

Imagem de NieR Replicant ver.1.2474487139…

Apesar de ser principalmente atraente para aqueles que nunca experimentaram o jogo original, este relançamento também guarda novidades para quem já é bem familiar com a série. Levando em consideração que esses conteúdos extras são apresentados como surpresas para fãs, optamos por não mencioná-los diretamente neste texto.

A Nova Humanidade

A história de NieR se passa após o quinto final de Drakengard, RPG de ação lançado para PlayStation 2 em 2003, em um mundo onde os humanos quase foram extintos. Aproximadamente 1,400 anos após a década de 2030, a humanidade tenta se reerguer em meio às ruínas de sua antiga civilização. Com cidades e vilas distantes umas das outras, o mundo voltou a ter um aspecto medieval.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

A trama acompanha o protagonista, nomeado pelo jogador, em busca de uma cura para a doença de sua irmã, Yonah. Com a ajuda do livro mágico Grimoire Weiss, ele parte em uma jornada pelo mundo devastado atrás dos “Sealed Verses”, poderosas magias que, segundo uma lenda antiga, podem ser a única coisa capaz de salvá-la.

Aqueles que jogaram o título original podem estar confusos com relação ao parentesco de Yonah. Isso acontece porque o lançamento japonês teve duas versões: Replicant e Gestalt. Na primeira, acompanhamos o irmão de Yonah, e na segunda, seu pai. Entretanto, o ocidente recebeu apenas o equivalente ao Gestalt e, como o título já diz, este novo jogo é uma atualização da versão Replicant.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

Por aquilo que amo…

Na busca pelas magias, o protagonista visita diversos pontos de um mundo aberto. Ele é um pouco reduzido para os padrões atuais, mas muito bem preenchido por localidades bastantes únicas entre si. Uma fábrica abandonada e um templo no deserto são alguns dos cenários que o protagonista testemunha em sua jornada.

Todos os ambientes do jogo estão dispostos exatamente como eram no original, porém muito mais bonitos. Apesar de algumas das novas texturas deixarem a desejar em alguns pontos, principalmente em pedras e rochas maiores, quando unidas ao sistema de iluminação do título, fazem um trabalho excelente em dar um ar de novidade e beleza a cenários que na verdade não mudaram tanto assim.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

A exploração do mundo acontece de uma maneira similar a alguns jogos da franquia Zelda. Há uma área aberta principal que conecta a diversos cenários menores, e nestes há desafios próprios que devem ser concluídos para chegar ao próximo. A maior parte das áreas exige que você derrote diversos inimigos, enquanto outras possuem provações diferentes, como charadas.

…vou lutar!

Por falar em inimigos, em NieR, a humanidade divide o mundo com os “Shades”, criaturas das sombras que atacam os poucos pontos onde a população se concentra. Eles vêm em várias formas e tamanhos, e para enfrentá-los, o jogador terá de se defender. Aí entra o robusto sistema de combate do título.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…Replicant ver.1.2474487139… é um RPG de ação e, como tal, possui diversas opções para o jogador se defender. Cada um dos três tipos de armas — espadas de uma ou duas mãos e lanças — possui ataques leves e pesados que podem ser carregados para terem efeitos diferentes.

Em adição às armas de ataque físico, o que deixa o combate mais divertido são as magias. Dentre as várias opções do título, o jogador pode escolher duas habilidades mágicas para os botões de ombro do controle e pode usá-las no meio de seus combos, contanto que o personagem não esteja executando um ataque.

Com todas essas opções, o jogador tem bastante liberdade para achar seu estilo de batalha preferido. Além dos ataques, é também possível se defender e esquivar. Caso a defesa seja ativada na hora certa, pode-se executar um ataque poderoso contra o adversário que ainda tenta se recuperar. No caso da esquiva, é ainda possível ir diretamente para as costas do inimigo, onde ele não pode se defender.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

Outro aspecto interessante do combate é a possibilidade de alternar entre qualquer arma ou magia rapidamente no meio da batalha. Cada uma das setas direcionais corresponde a um menu do jogo e torna possível essa troca rápida do arsenal equipado, além dos itens de cura consumíveis mesmo durante os momentos onde se está levando dano.

Após derrotar os Shades, o personagem ganha alguns pontos de experiência que o permitem passar de nível, aumentando seu ataque e suas barras de vida e de magia. Adicionalmente, às vezes também pode-se conseguir “Words”, palavras que Weiss vai lembrando aos poucos.

Cada palavra especial pode ser equipada nas armas, magias ou ações de defesa, lhes imbuindo com efeitos especiais. Estes variam de aumento de ataque e defesa ou maior quantidade de experiência recebida, por exemplo.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

Graças a todas essas opções e à nova câmera, o combate toma um aspecto bem veloz e intuitivo, mas, acima de tudo, divertido. Somado ainda com os belos efeitos especiais que as faíscas das lâminas causam e o brilho emitido pelas magias, cada combate é um espetáculo visual de encher os olhos.

Porém, se mesmo assim você tiver dificuldade durante as batalhas, ou preferir se concentrar apenas na história, NieR Replicant ver.1.2474487139… traz um sistema de batalha automática similar ao de Automata. Apesar de só estar disponível na dificuldade fácil, ele pode ser ativado e desativado a qualquer momento. Além disso, o jogador pode configurar as ações que ele executa, desde apenas desviar e defender automaticamente, até deixar o jogo fazer tudo menos se movimentar.

Um ciclo (quase) sem fim…

Após concluir todos os desafios e chegar ao fim da trama, o jogador pode se encontrar com diversas dúvidas acerca da história, isto porque o título possui mais de um final. É necessário carregar o jogo mais uma vez e reiniciar a aventura, que agora contará com a perspectiva de outros personagens e revelará mais informações para que o jogador possa decifrar todos os mistérios.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

NieR Replicant ver.1.2474487139… possui os quatro finais originais e um inédito. No entanto, o progresso é mantido toda vez que se inicia novamente. Desta forma, cada jogada é mais rápida que a anterior, já que o personagem fica cada vez mais forte e os inimigos se mantêm os mesmos.

Além da trama principal, o mundo melancólico de Nier também possui dezenas de missões secundárias. A maior parte delas é simples e repetitiva, constituindo-se do clássico “pegue x deste item e me traga”, porém algumas contam com tramas pequenas que desenvolvem mais o universo e seus habitantes, além de sempre darem uma recompensa. Nenhuma delas é necessária para completar a história, mas algumas facilitam a vida do jogador.

Uma dessas missões extras apresenta o sistema de cultivo de vegetais e outra melhora o sistema de pesca, por exemplo. Ambas são ótimas opções para aquisição de dinheiro que poder ser utilizado na compra de itens ou equipamentos e acabam ajudando indiretamente o jogador a longo prazo.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

No entanto, o que realmente chama a atenção em Nier são os seus personagens. São poucos os que agregam real valor a trama, mas eles são muito únicos entre si. Durante a aventura, o protagonista também se junta a mais algumas figuras além de Weiss e, graças aos novos e belíssimos modelos juntos a uma excelente dublagem, tanto em japonês quanto em inglês, o jogador pode se apegar rapidamente ao grupo de heróis.

Adicionalmente, em alguns momentos, os companheiros de aventura conversam entre si enquanto atravessam um cenário. Mesmo que não sejam necessariamente eventos aleatórios, eles dão um ar de espontaneidade e mostram bem como se sentem e relacionam entre si.

Outro aspecto que ajuda a imersão do jogador é a trilha sonora do título, com músicas que trazem um bem-vindo tom de aventura a um mundo muitas vezes depressivo, ou que dão um peso muito maior ao combate. Cada uma das composições de Keiichi Okabe e seu time encantam com seu tom épico, sejam elas regravações das encontradas na versão original, ou algumas das novas feitas para este lançamento.

Screenshot de NieR Replicant ver.1.2474487139…

…que se encerra.

Nos quesitos mais técnicos, NieR Replicant ver.1.2474487139… tem um desempenho satisfatório. Já que a maior parte do que está na tela foi feita para a geração do PlayStation 3, o jogo consegue rodar a 1080p de resolução e a 60 quadros por segundo consistentemente. Em mais de 20 horas de jogo, não encontramos nenhuma lentidão decorrente de muitos elementos na tela ou quaisquer motivos similares.

Ao final do dia, o game é mais um prato cheio oferecido por Yoko Taro. Mesmo com algumas seções repetitivas, principalmente caso decida-se fazer as missões secundárias, o título consegue sempre surpreender o jogador. Seja com a mudança drástica de cenário, os temas mais pesados que a trama aborda, ou mudando totalmente a perspectiva de jogo para fazer referência a outros gêneros.


Aqueles que jogaram apenas NieR: Automata encontrarão aqui uma experiência similar, e entenderão o que levou ao aclamado título. Já os que jogaram o Nier original conseguirão reviver o título em sua melhor versão. E finalmente, para aqueles que ainda não experimentaram esta franquia, é um excelente ponto de entrada para toda a excentricidade de seu criador.

Análise realizada através de versão para PlayStation 4
Cópia cedida pela Square Enix

Compartilhe:

Qual foi a sua reação?

amei amei
11
amei
haha haha
0
haha
meh... meh...
0
meh...
eita! eita!
0
eita!
quê? quê?
0
quê?
Antonio Marconi

Conhecido como Ralphdro, está desbravando a língua japonesa enquanto sofre no Gacha Hell dos mobage. Amante da cultura japonesa num todo, arquitetura, música, literatura e tudo o mais. Algumas de suas franquia favoritas são: Fate, MegaTen, Metal Gear, Yakuza e Kingdom Hearts.
ESTAMOS AO VIVO AGORA!
OFFLINE~