Chocobo’s Mystery Dungeon: Every Buddy | Um pequeno RPG memorável


Atenção, sujeito a ataques de fofuras com Chocobo’s Mistery Dungeon: Every Buddy!

Lançado em 20 de março deste ano pela Square-Enix, o mais novo RPG de chocobo absorve a essência dos jogos anteriores para um formato moderno e extremamente fofo, sendo uma versão remasterizada do Final Fantasy Fables: Chocobo’s Dungeon de 2007.

Arte de Chocobo's Mystery Dungeon: Every Buddy

Em Every Buddy, você é um caçador de tesouros na forma do melhor mascote de Final Fantasy, Chocobo, em parceria de Cid — outro personagem recorrente da série.

Na busca por espólios, vocês se vêem perdidos no tempo e espaço, caindo em Lostime, uma cidade onde, ao soar do sino, todos os habitantes perdem suas memórias.

À primeira vista isso é horrível, mas esse não é um sentimento compartilhado pelos moradores que vêem essa amnésia como uma benção, partindo da crença que a falta de memórias implica na absência de problemas, como aponta o prefeito da cidade. Claro, nem todos concordam com isso e os nosso heróis acabam sendo resgatados a tempo por Shirma, uma White Mage já conhecida da franquia.

Screenshot de Chocobo's Mystery Dungeon: Every Buddy

Seu objetivo como Chocobo é salvar os habitantes da cidade, entender o que está acontecendo, desvendar o mistério sobre o poder do sino e regressar ao presente. Para isso, o protagonista deve literalmente entrar na cabeça de cada personagem afetado para recuperar memórias perdidas, mas isso não será fácil já que cada mente assume a forma de uma dungeon com vários desafio.

Vai entender o que se passa na cabeça de cada um, né?

Screenshot de Chocobo's Mystery Dungeon

Seguindo o tradicional estilo de JRPGs, o herói pode adotar uma classe típica de Final Fantasy, cada uma com seus próprios níveis. Existem várias classes que podem ser escolhidas, mas muitas estão bloqueadas no início, sendo disponibilizadas conforme o jogador avança na história.

Aprender as nuances de cada classe se torna um fator importante em algumas dungeons, onde é necessário se atentar a resistências e fraquezas elementais.

Em batalhas, a jogabilidade é um tanto semelhante à encontrada em RPGs táticos, com os personagens se movimentando em cima de quadrados na vertical e diagonal. Após o jogador selecionar sua ação que consome o seu turno, é a vez de todos os inimigos agirem, mesmo que não estejam visíveis na tela.

Screenshot de Chocobo's Mystery Dungeon: Every Buddy

Felizmente, na entrada de cada dungeon, é possível escolher e levar um ajudante para a aventura. Esse personagem pode ser algum desbloqueado ao decorrer da história ou até mesmo inimigos derrotados.

Caso um segundo jogador esteja disponível, ele pode assumir o papel desse companheiro que possui suas próprias barras de vida e magia e habilidades especiais

Adicionalmente, ajudantes também melhoram com o tempo, ganhando bônus de equipamentos e acompanhando o nível do jogador principal. Conforme esse nível da galinha amarela aumenta, os atributos base também são aprimorados, impedindo que o jogador distribua pontos de experiência manualmente como em outros RPGs.

Screenshot de Chocobo's Mystery Dungeon: Every Buddy

As dungeons são geradas aleatoriamente, mas não são infinitas. Sendo assim, torna-se possível reconhecer alguns padrões em mapas e existem até itens que fazem isso automaticamente. Apesar de se distinguirem por um detalhe ou outro, esses espaços são bem simples e não podem ser considerados ricos em detalhes. Deve-se sempre esperar diversas armadilhas com uma certa variedade de efeitos no caminho até um chefão final. O icônico mascote Moogle também pode ser encontrado nas dungeons, vendendo itens em sua loja e oferecendo dicas.

Cada um desses lugares labirínticos é ambientado por elementos relevantes ao personagem que o jogador está ajudando, aprofundando cada vez mais a história e revelando informações sobre a pessoa antes de ter perdido sua memória. Assim, é fácil se apegar a algumas dessas figuras.

Claro, ao decorrer do jogo os desafios vão crescendo, trazendo consigo vários monstros com diferentes habilidades que requerem novas estratégias para serem derrotados. Sendo um jogo baseado em turnos, até mesmo “andar parado” a fim de passar a vez fará parte da sua estratégia..

Screenshot de Chocobo's Mystery Dungeon: Every Buddy

Como é possível notar pelas imagens, o jogo apresenta modelos extremamente adoráveis e fofos para cada personagem, que em sua maioria são gordinhos e carismáticos. Isso é verdade até mesmo para os inimigos mais horrorosos, que deixam de ser tão intimidantes nesse formato.

Em questão de trilha sonora, prepare-se para sentir-se maravilhado caso seja um amanta das músicas da franquia Final Fantasy. Meu sentimento ao jogar e reconhecer cada canção tocada nos momentos certo foi de pura alegria, com direito até a temas de batalha. É simplesmente impossível não tirar um tempo para aproveitar e curtir a OST.


Apesar de ter uma jogabilidade lenta e repetitiva, além de dungeons que carecem detalhes, Chocobo’s Mystery Dungeon: Every Buddy é um jogo extremamente fofo, com muita nostalgia envolvida. Sendo assim, é impossível não se apegar aos personagens.

Em adição, seus elementos de RPG, variedade de classes e maravilhosa trilha sonora tornam o título uma ótima indicação para fãs do gênero e, principalmente, da franquia Final Fantasy.

Análise realizada através de versão para PlayStation 4
Cópia cedida pela Square Enix

 

Compartilhe:

O que você achou?

amei amei
1
amei
haha haha
0
haha
meh... meh...
0
meh...
eita! eita!
1
eita!
quê? quê?
0
quê?
Shin

Formado na área da computação, é o responsável pela infraestrutura do site. Quando não está envolvido com computadores ou videogames, está praticando atividades físicas ou brincando com seus animais de estimação. Shin adora jogar videogame, correr, tomar café e/ou chá e comer doces. Suas franquias favoritas são The Legend of Zelda, Final Fantasy, Devil May Cry, Guilty Gear e Guitar Hero.