HOME > Outros > Associação japonesa lança projeto para preservação de jogos

Associação japonesa lança projeto para preservação de jogos

preservação-jogos-retro

Uma associação japonesa chamada JAGSA (em português, associação de escritores de cenário para jogos) lançou uma iniciativa para preservar os scripts de jogos japoneses que de alguma maneira foram retirados do mercado.

Enquanto vivemos em uma era de muitos remakes e remasters de obras clássicas, a indústria de games e seus consumidores passaram a expressar certa preocupação com a preservação de conteúdo midiático de jogos em geral.

Levando em consideração a possibilidade de obter lucro novamente com um título que já existia em uma geração anterior, o interesse em manter as informações de um jogo armazenadas ao longo do tempo têm se tornado não apenas uma questão histórica mas também financeira, como forma de investimento.

claude-remake

No caso da JAGSA, o primeiro jogo a ter seu script liberado publicamente por Kei Shigema (Asura’s Wrath) foi Project LayereD, um game mobile da Bandai Namco que teve seus serviços encerrados em janeiro de 2019. Como o intuito da iniciativa é a preservação e acessibilidade do conteúdo, o script do jogo pode ser acessado de qualquer lugar do mundo através do site oficial da JAGSA (site em japonês).

Recentemente tivemos o caso da Square Enix que precisou entrar em contato com ex funcionários para recuperar o material original do game Final Fantasy VIII já que boa parte dos dados haviam sido perdidos e dificultavam o trabalho de um remake ou remaster.

Algumas versões de jogos feitas exclusivamente para máquinas de Arcade (os famosos fliperamas) também acabam caindo no esquecimento com o passar dos anos e têm boa parte de seus dados perdidos, tornando sua reprodução posterior impossível. O mesmo pode ser dito de inúmeros jogos para smartphones com sistemas operacionais que se tornaram obsoletos como Symbian e Blackberry.

preservação-jogos-JAGSA-siemens

Outro fator no horizonte que preocupa principalmente os jogadores é o crescente interesse do mercado de games em plataformas focadas em streaming de jogos, mantidas por um serviço de assinatura bem semelhante ao que temos hoje com músicas e audiovisual como é o caso de empresas como Netflix e Spotify.

O acesso à jogos que não precisam ser baixados para rodarem em inúmeros dispositivos pode parecer atraente do ponto de vista prático mas ameaçam a preservação caso o sistema não seja implementado de maneira responsável.

Uma possível popularização de streaming de jogos pode mudar completamente a relação das plataformas com os desenvolvedores e muito provavelmente tornar mais volátil a permanência de um determinado título em certa plataforma, tornando a biblioteca de jogos facilmente mutável.

preservação-jogos-stadia

Caso as desenvolvedoras não tenham o cuidado de armazenar os dados de seus jogos, alguns destes correrão risco de terem sua essência perdida e nunca mais serem relançados ou mesmo expostos em eventos de games retrô.

Assim como livros e filmes antigos são preservados, jogos também possuem o mesmo potencial de agirem como referencial histórico para gerações futuras. Apesar da grande maioria das obras serem voltadas para simples diversão nos dias de hoje, existem jogos pioneiros em algumas tecnologias ou mesmo com algum cunho político em seu enredo que serviriam de evidência histórica para futuros historiadores e pesquisadores.

preservação-jogos-virtual-boy

Preservar jogos que inovaram em suas épocas de lançamento pode ajudar futuros desenvolvedores que estão em fase de estudo a entender melhor como os primeiros profissionais da área pensavam ao criar alguma tecnologia ou mecânica inovadora. Manter o conhecimento tecnológico de qualquer área da computação armazenado de maneira segura é um passo fundamental para garantir o avanço acadêmico da área.

Como toda forma de arte, seja ela analógica ou digital, a bagagem que uma obra carrega consigo define qual era a principal forma de expressão da sociedade na época em que tal arte fora popular.

Um exemplo interessante que nos mantém no mundo dos games é o jogo Dino Crisis que apresenta dinossauros como répteis enquanto recentemente foi descoberto que grande parte de seus espécimes se assemelhava muito mais à aves.

preservação-jogos-dino-crisis

Esse tipo de fator caracteriza o mercado de jogos como um potencial registro histórico para as próximas gerações que podem — como já é visto nos dias atuais — utilizarem jogos como material de apoio em salas de aula.

Você tem algum posicionamento quanto à preservação de jogos clássicos? Na sua opinião, qual a melhor maneira de manter a memória da indústria de jogos preservada ao longo dos anos? Conta pra gente nos comentários!

Compartilhe:
Willyan Cavalcanti
Willyan Cavalcanti
Paleógrafo, agente de imigração aérea e escritor. Completamente apaixonado por cultura asiática como um todo, especialmente japonesa e chinesa. Budista mais desequilibrado da face da terra que joga Splatoon 2 como se fosse uma final de copa do mundo e chora lendo mangás desconhecidos. Morre de amores por Persona, Splatoon, Love Plus e Pokémon.