HOME > Outros > O que são os game centers e por que os japoneses gostam tanto?

O que são os game centers e por que os japoneses gostam tanto?

A cultura popular japonesa tem atravessado o mundo com grande força e hoje faz parte da vida de muitos jovens e adultos, não somente através de anime (desenhos japoneses) e da música pop, mas também de seus jogos eletrônicos. Possuindo grandes empresas e produtoras nacionais como a Nintendo – responsável por títulos como Super Mario World, Kirby, Mario Kart e Pokémon – os jogos dominam o cenário do Japão, principalmente no bairro de eletrônicos chamado Akihabara, localizado na grande metrópole de Tóquio.

O bairro Akihabara é conhecido por possuir todo tipo de produtos eletrônicos e é o principal local visitado pelos turistas que gostam de tecnologia. Lojas enormes, com vários andares e lotadas de jogos de videogame são paradas obrigatórias entre os fãs, trazendo diversos produtos relacionados a esse universo, como pelúcias, chaveiros, camisetas, adesivos, e muito mais. E como era de se esperar do Japão tudo é extremamente bonitinho e de alta qualidade.

  Pelúcia de Kirby  Pelúcias da Nintendo
Pelúcias de personagens da Nintendo

Lojas como essas não existem somente em Akihabara, mas o bairro é o local de maior concentração e opções. Produtos relacionados ao mundo dos jogos podem ser encontrados em todos os lugares do país, até mesmo no interior, como acontece em Kato, uma pequena cidade interiorana localizada na Província de Hyogo onde morei. Apesar da quantidade de produtos ser menor se comparado a Akihabara, é comum entrar no supermercado e dar de cara com um boneco do Mario, do Kirby ou do Pikachu. Sem mencionar, é claro, as enormes máquinas de fliperama esperando para serem utilizadas por nada mais nada menos que 100 ienes (aproximadamente U$1,00).

Pelúcias da Nintendo  Pelúcias do Kirby
Pelúcias de personagens da Nintendo

E falando em fliperama (ou arcade como são chamados lá fora), o Japão é cheio deles. Espalhados pelo país existem diversos locais conhecidos como Game Center com todos os tipos possíveis e imagináveis de jogos disponíveis. Inclusive, esses lugares fazem tanto sucesso por lá que é bem comum as desenvolvedoras japonesas criarem um jogo de franquias conhecidas que seja exclusivo para arcade, como é o caso de Theatrhythm Final Fantasy: All-Star Carnival, Dissidia Final Fantasy e Mario Kart Arcade GP.

Um dos jogos que mais me marcou com certeza foi Mario Kart Arcade GP. Assim como nas versões para console da série, é possível jogar simultaneamente com até quatro jogadores, sentados um ao lado do outro, em uma competição de quatro fases. Sou apaixonada por Mario Kart – e por isso talvez um pouco suspeita para falar – mas é óbvio que me diverti muito, ainda mais porque a máquina que testei tirava fotos dos nossos rostos e as mostrava em cima dos nossos personagens durante a partida. Dependendo da expressão facial de cada um, isso causava muitos risos e distrações que poderiam ser usados a nosso favor.

Mario Kart para Fliperama
Fliperama de Mario Kart Arcade GP

Algo que torna os game centers ainda mais procurados é o fato de existirem jogos que saem primeiro nos fliperamas e só depois são lançados para console. Isso é bem comum principalmente entre os fighting games japoneses, como por exemplo, a franquia de jogos de luta Guilty Gear, uma das mais populares do Japão. Para os japoneses, os fliperamas são tão importantes que se um jogo de luta não sair primeiro para arcade, os jogadores ficam desconfiados e o título acaba não tendo tanta credibilidade entre eles, como aconteceu com Street Fighter V por lá.

Além das franquias já conhecidas, existem também alguns game centers que possuem vários tipos de simuladores, jogos de dança como Dance Evolution Arcade, máquinas com figures, pelúcias de diversos tamanhos e todos os tipos imagináveis de produtos relacionados a jogos, anime e coisas bonitinhas em geral, como toalhas, chaveiros, pôster, entre outros. Em muitos casos, os produtos são criados especialmente para essas máquinas e só é possível encontra-los por lá, algo que acontece frequentemente com alguns produtos da Sega Plaza, atraindo ainda mais pessoas para esses lugares.

Dance Evolution para arcade  Máquina de pegar pelúcias
Dance Evolution Arcade e máquinas de pegar pelúcias

Eu mesma cheguei a gastar mais de 15 fichas em um game center para pegar um enorme hamster de pelúcia, sedo que cada ficha custa entre ¥100-¥300, dependendo da máquina, e dá ao jogador um total de três chances. Acha que sou ruim? Não se engane. Parece fácil, mas quem já jogou esse tipo de fliperama aqui no Brasil sabe bem o quanto aquelas garrinhas são enganadoras e nos fazem acreditar que falta pouco para conseguirmos pegar o tão desejado objeto.

Essa ilusão faz com que o jogador acabe gastando mais do que deveria e muitos japoneses perdem o dia inteiro tentando pegar produtos nelas. É bem comum ver estudantes do colegial na frente dessas máquinas por horas! A minha sorte é que as fichas fizeram parte de um brinde por participar da pré-estreia do filme de Fatal Frame e, obviamente, o funcionário do game center também ajudou para que eu conseguisse pegar o bichinho. 😆

Hamster de pelúcia em máquina de fliperama no Japão.  Hamster de pelúcia
Máquina de pegar pelúcias e o hamster finalmente capturado

Além da variedade de produtos limitados e dos jogos e simuladores que só poderão ser testados por lá, existe mais uma atividade dentro dos game centers que também é bastante praticada pelo público japonês. Essa, no caso, é procurada não só pelos fãs de videogame, mas por praticamente todas as pessoas do país. São as cabines de fotos instantâneas conhecidas como Purikura (プリクラ)!

O que mais chama atenção nas máquinas de Purikura é a possibilidade de edição das imagens. Após tirar as fotos, o usuário se desloca para uma parte lateral da cabine onde poderá editar uma por uma, colocar filtros, escrever na tela, utilizar adesivos, enfim, uma infinidade de opções. Em alguns casos é possível alterar até mesmo a maquiagem das pessoas, o tamanho dos olhos e a cor do cabelo.

Edição de imagens em máquinas de Purikura
Edição de fotos

Outra coisa legal é que as máquinas permitem escolher a quantidade de pessoas que receberão as fotos impressas. No geral, é possível imprimir entre 3 e 5 compilados de fotos, um para cada pessoa, mas se você estiver com dez amigos, por exemplo, aí terão que recortar e dividir entre si.

As fotos são reveladas somente alguns minutos após a edição e não são muito grandes, o que facilita para guardar na bolsa ou na carteira, coisa que fazia muito durante o tempo em que morei por lá. Tanto é que minha carteira acabou virando um porta-purikura e até hoje tenho um álbum lotado dessas fotos. Acaba virando um vício, pois é divertido, barato (em média ¥300-¥500, dependendo da máquina), prático e se torna uma lembrança legal.

As máquinas de purikura estão em todos os lugares, desde game centers até lojas de departamento, o que facilita ainda mais o acesso. Então não se preocupe: com certeza você vai dar de cara com uma e, provavelmente, com vários game centers pelo caminho.

  Fotos de Purikura impressas
Fotos de purikura impressas

Os game centers são locais fantásticos para quem gosta de videogame, anime e coisas bonitinhas em geral. É uma ótima oportunidade para tentar conseguir aquele objeto tão desejado do seu jogo ou anime favorito que você nunca imaginou que um dia teria acesso. Obviamente isso requer um pouco de paciência, moedas e habilidades, mas se você for bom e tiver sorte, pode sair de lá com objetos bacanas pagando bem menos do que pagaria comprando em lojas como ebay ou Amazon.

Além disso, a quantidade de máquinas de fliperamas e jogos disponíveis para o público é imensa e garanto que dá para perder um bom tempo se divertindo por lá, talvez até um dia inteiro. Portanto, se você está pensando em viajar para o Japão, separe um tempinho da sua agenda para conhecer os game centers japoneses e, quem sabe, tirar algumas fotos nas máquinas de purikura para guardar de recordação. Tenho certeza que você vai se divertir muito!

Ah, só mais uma coisa: quando estiver passeando por lá, não se assuste se der de cara com um corredor ou uma quadra cheia de game centers um ao lado do outro. Isso é bem comum, principalmente nas cidades grandes como Tóquio, Osaka e Kobe. Vale a pena dar uma olhada rápida em cada um deles, pois algumas vezes as máquinas, os jogos e os produtos disponíveis são diferentes.

Já conheceu algum game center? Então conta pra gente como foi a sua experiência! 😉

Compartilhe:
Mio
Mio
Licenciada e Bacharela em Letras. Também dá aulas particulares de japonês e português nas horas vagas. Mio é apaixonada por música, jogos, seriados, cinema e cultura japonesa em geral. Morou no Japão por um ano na Província de Hyogo e ama tudo o que for relacionado ao país. Suas franquias de jogos favoritas são The Legend of Zelda, Just Dance, Harvest Moon, Story of Seasons, Kirby e Fatal Frame.
https://www.densetsugames.com.br/

Deixe um Comentário